Guajará-Mirim,

FFER retoma atividades depois do recesso de fim de ano
Heitor Costa participou de reuniões e encontros na CBF

Publicado 14/01/2022
A A

A FFER (Federação de Futebol do Estado de Rondônia) retomou suas atividades visando a temporada 2022. E mesmo durante o recesso da entidade, o presidente Heitor Costa seguiu participando de reuniões e encontros na CBF (Confederação Brasileira de Futebol) em busca de novidades para as competições deste ano.

De acordo com Heitor Costa, as negociações estão adiantadas para o anúncio da premiação para o Campeonato Rondoniense 2022. "Estamos trabalhando bastante por uma boa premiação para o nosso Estadual que inicia no dia 19 de fevereiro. Estamos bem próximos do anúncio, porém queremos anunciar a partir do momento em que estiver tudo fechado", ressaltou.

Em 2022, a FFER vai seguir arcando com o pagamento das taxas de arbitragem do Campeonato Rondoniense. "O auxílio está condicionado às despesas que se referem especificamente às taxas de arbitragem, a qual vem contribuindo há algum tempo com os clubes", pontuou o presidente.

Para este ano, a FFER está verificando a possibilidade de adotar a utilização do VAR na reta final do Campeonato Rondoniense. "Estamos ainda conversando e reivindicando junto ao Departamento de Arbitragem da CBF e fazendo um estudo para que possamos vir a utilizar a ferramenta no Estadual. A princípio a ideia é de utilizar para os jogos das semifinais e/ou nos dois jogos da final, porém ainda haverão novas conversas", frisou Heitor.

No próximo dia 20 de janeiro, o presidente Heitor Costa deverá ser reconduzido à diretoria do Sindafebol (Sindicato Nacional das Associações de Futebol e suas entidades estaduais e ligas). "Isso é reflexo do bom trabalho realizado com muita transparência e dedicação junto ao sindicato que visa o crescimento do futebol nacional. Nessa oportunidade estaremos debatendo também sobre a questão da transferência de atletas sem ônus aos clubes já que algumas federações pretendem fazer a cobrança a partir de 2022. Teremos uma nova rodada de conversas entre os presidentes de federações para que possamos chegar a um denominador comum sobre as transferências desde que se tenha reciprocidade", encerrou.

Fonte: FFER

Fique ligado!

Quer receber nossas notificações?